Metamorfose dos anfíbios

Foto por Pixabay em Pexels.com

O processo da metamorfose envolve uma série de transformações e é um processo bastante lento. Isso ocorre para que o girino se torne então adulto. Ao passo que durante esse processo, as brânquias desaparecem e os pulmões se desenvolvem. Além disso, surgem também as patas no corpo do animal.

https://i2.wp.com/romerooperegrino.com/wp-content/uploads/2021/06/4b909-anfbios2bmetamorfose.jpg?resize=640%2C427&ssl=1

Suas principais características são:

  1. Pele permeável, que também executa trocas gasosas;
  2. Patas bem definidas;
  3. Tímpano, uma membrana que vibra com o som e remete estímulos para as estruturas nervosas do ouvido;
  4. O sistema nervoso tem como principal órgão o encéfalo;
  5. Coração, com dois átrios e um ventrículo, o que aumenta a eficiência do transporte de sangue;
  6. Pulmões onde ocorrem trocas gasosas;
  7. Pálpebras que protegem os olhos e realizam sua limpeza.

Em geral, eles vivem em água doce, porém, existem duas exceções: a Rã-aguadeira, que vive no deserto australiano e a Rã-comedora de caranguejos, que vive em ambiente marinho.

Fonte: https://conhecimentocientifico.r7.com/anfibios/

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: