As 6 espécies de cogumelos mais bizarros do mundo

Há quem enxergue nos cogumelos incríveis ingredientes para se colocar na pizza, mas a verdade é que existe muito mais informação escondida por trás do bizarro desses organismos. De maneira geral, os cogumelos são os corpos frutíferos de certos fungos, que, uma vez maduros, produzem esporos microscópicos, como o pólen, para se reproduzir.

Isso faz com que diversas vezes eles desenvolvam uma aparência completamente intrigante e atrativa para os olhos humanos. Pensando nisso, nós separamos uma lista com seis das espécies mais inacreditáveis de cogumelos para te deixar totalmente de queixo caído. Olha só!

1. Juba de leão

Conhecido como cogumelo juba de leão, o Hericium erinaceus é uma espécie de cogumelo medicinal comestível que pertence ao grupo de fungos com cristas semelhantes a dentes na parte inferior de suas tampas. Essa também é a parte de seu corpo onde os esporos são produzidos e posteriormente realizarão a reprodução.

Curiosamente, essas cristas crescem perpendiculares ao chão e fazem com que o cogumelo tome a forma de uma enorme barba branca. Apesar de serem comestíveis, vale ressaltar que o sabor desses fungos não é dos mais agradáveis.

2. Dente Sangrento

De longe uma das espécies mais estranhas de cogumelo no mundo todo, o Hydnellum peckii foi carinhosamente apelidado de “Dente Sangrento”. O motivo? Sua aparência um tanto quanto perturbadora se parece muito com um dente humano sofrendo uma grave hemorragia.

Essa espécie pode ser encontrada em diversos países e não é comestível. O “sangue” expelido pelo corpo dos Dentes Sangrentos é, na verdade, um pigmento que contém propriedades anticoagulantes que pode causar graves consequências para nós.

3. Dedos do diabo

Seria esse um cogumelo ou um chamado para o inferno? Os fungos conhecidos como “dedos do diabo” (Clathrus archeri) são marcados não somente pelo seu visual diabólico, mas também por liberarem um cheiro totalmente desagradável. Afinal, não poderíamos esperar nada diferente de algo com esse nome, né?

Cada dedo que sai da terra é revestido por um lodo fedorento que atrai insetos para pousar no cogumelo e, em seguida, espalhar os esporos da espécie quando decolarem novamente.

4. Canhão de estrume

Vulgarmente chamado de “canhão de estrume”, o Pilobus crystallinus é um tipo de cogumelo simples, porém definitivamente estranho. Primeiramente, a origem desse inusitado apelido vem do fato dessa espécie amar crescer especialmente nas fezes de animais.

Mas aí vem uma informação que você não esperava: esse fungo também é o ser vivo mais rápido do mundo. Assim como um canhão de verdade, ele lança seus esporos de maneira mais rápida do que uma bala é disparada de uma arma. Entretanto, toda essa ação impressionante é invisível a olho nu.

5. Manteiga da bruxa

O Exidia glandulosa é um cogumelo descoberto em 1789 e que ficou conhecido pelo nome de “manteiga da bruxa”. Apelidado por conta de sua cor e consistência oleosa em tempos chuvosos, esse fungo aparece em madeira morta durante o outono e o inverno.

Já no verão e na primavera, quando o tempo é mais quente e seco, sua aparência transita para um verde-amarronzado. Sua característica mais bizarra é o fato de amolecer e se parecer com uma manteiga na umidade, mas adquirir um formato endurecido no calor.

6. Gaiola de fedor

Com uma aparência peculiar em formato de um cesto branco, o Ileodictyon cibarium também ganhou o apelido de “gaiola de fedor”. Isso se dá pelo fato desses fungos de estrutura vazia e estrutural produzirem uma fragrância perturbadora para chamar a atenção de moscas e conseguir espalhar seus esporos.

Quando mais novos, esses cogumelos apresentam o formato de ovo com coloração branca ou acinzentada. A juventude também é considerada o único período em que eles são seguros para consumo.

Fonte: https://www.megacurioso.com.br

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: