Alerta vermelho para a humanidade’, diz ONU

Aquecimento Global

A Natureza que foi “estuprada e violentada” pelo ser humano descontrolado que somente pensa no presente e ignora o porvir, já está cobrando e retaliando este mesmo ser humano, com poluição, inundações, terremotos e todo tipo de catástrofes que estamos presenciando no mundo atual, e vamos pagar um “alto preço” deixando para as gerações futuras um legado terrível e sem retorno.

O aquecimento global já está produzindo o “Efeito Estufa”, e apontando para a profecia do Profeta Messiânico Isaías que diz:  “E será a luz da Lua como a luz do Sol, e a luz do Sol, sete vezes maior, como a luz de sete dias…(Is 30.26a); “E os homens foram abrasados com grande calores…(Ap 16.9a).

Pr. Antonio Romero Filho

Ignoramos os avisos e agora é tarde demais

O aquecimento global chegou com força total e fará com que a temperatura média da Terra chegue a 1,5 grau Celsius acima dos níveis pré-industriais por volta de 2030, uma década antes do projetado apenas três anos atrás, de acordo com uma avaliação histórica da ONU publicado nesta segunda-feira.

A bomba do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) – aterrissando 90 dias antes de uma cúpula do clima desesperada para manter 1,5 ° C em jogo – diz que o limite será rompido por volta de 2050, não importa o quão agressivamente a humanidade reduza a poluição de carbono.

Anos sendo elaborado, o relatório sensato aprovado por 195 nações lança um forte holofote sobre os governos hesitantes diante das crescentes evidências de que a mudança climática é uma ameaça existencial.

A própria natureza ressaltou sua negligência

Com apenas 1,1 ° C de aquecimento até agora, uma cascata ininterrupta de desastres climáticos mortais e sem precedentes aumentados pela mudança climática varreu o mundo neste verão, desde ondas de calor do derretimento do asfalto no Canadá a tempestades que transformam as ruas das cidades chinesas em rios, até incêndios florestais indomáveis varrendo a Grécia e a Califórnia.

“Este relatório é uma verificação da realidade”, disse Valerie Masson-Delmotte, que co-liderou centenas de cientistas na revisão de uma montanha de publicações científicas sobre o clima.

“Há décadas está claro que o clima da Terra está mudando e o papel da influência humana no sistema climático é indiscutível.”

Na verdade, apenas uma pequena fração do aquecimento até agora é “inequivocamente causado por atividades humanas”, concluiu o IPCC pela primeira vez em sua história de três décadas.

O mundo deve se preparar para o pior – potencialmente muito pior – que virá, o relatório deixou claro.

Limiar invisível

Mesmo que a meta de 1,5 ° C que a humanidade está prestes a ultrapassar seja milagrosamente alcançada, ainda geraria ondas de calor, chuvas, secas e outros climas extremos “sem precedentes no registro observacional”, concluiu.

Com níveis ligeiramente mais altos de aquecimento global, o que hoje é uma inundação costeira que ocorre uma vez por século acontecerá todos os anos até 2100, alimentadas por tempestades repletas de umidade extra e aumento do nível do mar.

“Este relatório deve causar arrepios na espinha de todos que o lerem”, disse Dave Reay, diretor do Instituto de Mudanças Climáticas de Edimburgo da Universidade de Edimburgo, que não estava entre os autores.

“No estilo de entrega sem piscar do IPCC, ele mostra onde estamos agora e para onde vamos (na) mudança climática: em um buraco, e ainda cavando.”

Com informações da ONU

Fonte: https://www.thinkmovemake.com

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: