Missão Portas Abertas – Irmão André

A história da Portas Abertas começou em 1955, quando o jovem holandês Anne van der Bijl – para nós, Irmão André – sentiu o chamado de Deus para servir cristãos perseguidos ao ler Apocalipse 3.2a: “Esteja atento! Fortaleça o que resta e que estava para morrer”.

Irmão André – fundador da Missão Portas Abertas

Aos 21 anos, o Irmão André se voluntariou como soldado na Indonésia e, após ser ferido por uma bala, começou a ler a Bíblia e se entregou ao Senhor Jesus. Quando voltou à Holanda, dedicou sua vida à obra missionária.

Em 1953, cursou um seminário em Glasgow, Reino Unido, e dois anos depois, em uma viagem à Polônia, o jovem missionário descobriu a necessidade urgente de Bíblias na igreja detrás da Cortina de Ferro. Em uma das visitas, ouviu de um pastor: “Agradecemos por você estar aqui. Mesmo que você não tivesse falado nada, só o fato de vê-lo já teria significado muito. Algumas vezes sentimos como se estivéssemos sozinhos em nossa luta”.

Assim, no auge da Guerra Fria, uma mala cheia de Bíblias em um Fusca e um coração obediente, deram início ao humilde começo da organização que, hoje, atua em mais de 60 países. “Deus revelou uma necessidade a mim e eu fiz o que pude fazer. Outros se juntaram a mim, o trabalho cresceu e pessoas de outros países começaram a se envolver”, compartilha Irmão André.

A história completa você pode conhecer no livro O Contrabandista de Deus.

“Nossa missão se chama ‘Portas Abertas’ porque cremos que qualquer porta está aberta, a qualquer tempo e em qualquer lugar… para proclamar a Cristo (Apocalipse 3.8)”. Irmão André

Conheça mais a Missão Portas Abertas

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: