Missão WEC Internacional

Charles Thomas Studd – fundador da Missão

WEC International sempre foi uma missão pioneira – compartilhar Jesus através das barreiras culturais onde ele é menos conhecido. Charles Thomas Studd (C.T. como é geralmente conhecido) foi considerado por muitos um dos melhores atletas de sua época. Depois de ser capitão do time inglês de críquete, ele começou sua carreira missionária no famoso Cambridge Seven.

Esses sete graduados da universidade de Cambridge chegaram às manchetes da Inglaterra eduardiana como homens ricos que deram as costas a uma vida privilegiada para ir pregar a Cristo no interior da China. Eles se tornaram exemplos para milhares de alunos de escolher o propósito em vez do privilégio.

Após 21 anos no exterior, C.T. estava de volta à Inglaterra com a saúde tão debilitada que aqueles que o viram o descreveram como “um museu de doenças”. No entanto, uma noite ele viu uma reunião anunciada com as palavras “Canibais querem missionários”.

Intrigado, ele entrou e foi desafiado pela necessidade de pessoas no coração da África que nunca tiveram a oportunidade de ouvir sobre o Senhor Jesus. Sem organização, sem dinheiro e sem apoio, nem mesmo inicialmente de sua esposa, C.T. Studd navegou sozinho para a África em 1910.

Após a chegada na África Central, C.T. voltava a montar sua bicicleta sempre que descobria missionários e prosseguia para encontrar as aldeias que nunca tinham ouvido falar de Jesus. Finalmente, depois de ver as necessidades profundas do Congo, ele voltou à Inglaterra para lançar a nova missão.

Nesse ínterim, porém, Deus falou com o C.T. Studd enquanto viajava para o interior da África: “Esta jornada não é apenas para o coração da África, mas para todo o mundo não evangelizado.” Como resultado, o que começou como a Missão Coração da África tornou-se, com o tempo, Evangelização Mundial para Cristo – agora uma irmandade global de cerca de 1.800 trabalhadores sob a égide da WEC Internacional.

Conheças mais sobre a Missão WEC Internacional

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: