A pronúncia do tetragrama (YHWH); como se fala o nome de Deus?

Você certamente já ouviu falar que o nome de Deus é JEOVÁ, correto?! Ou ainda já ouviu que é JAVÉ. O Nome no Texto original hebraico é escrito com 4 letras, que são יהוה (lendo da direita para a esquerda yod, he, waw e he, transliteradas YHWH). Essas quatro letras são popularmente conhecidas no meio acadêmico como Tetragrama. Este aparece cerca de 6.828 vezes na Bíblia hebraica. Essas duas formas do Nome que conhecemos, no entanto, são formas aportuguesadas, por isso não se tratam da pronúncia real do Nome Divino, pois no hebraico bíblico não existe o som da letra “J” do português. Então, há ainda quem diga que a pronúncia correta seria mesmo YAHU. A maioria dos eruditos da língua hebraica, porém, concorda que as quatro consoantes hebraicas devem ser transliteradas por YAHWEH. Mas ainda assim, como falar isso? Qual seria a real pronúncia do tetragrama afinal de contas?

O hebraico só tem 22 consoantes. As vogais eram pronunciadas enquanto se falava, mas na escrita só as consoantes apareciam. Por volta dos século 6 a 10 EC, no entanto, um grupo de judeus chamados massoretas inseriram os sinais vocálicos no Tetragrama.

Entretanto, não foram inseridos os sinais da pronúncia real do nome de Deus, antes os sinais inseridos ali correspondiam às palavras “Adonay” (formando Yehovah, de onde vem “Jeová”) e “Elohim” (formando Yehovih).

Tais informações também estão registradas no Dicionário Bíblico Hebraico-Português do Luís Alonso Schökel.

Página do dicionário bíblico hebraico português do Luis Alonso Schokel explicando a vocalização massoretica do tetragrama yhwh

Os judeus massoretas queriam evitar que o nome Divino fosse pronunciado, seguindo um costume adotado aproximadamente no século 4 AEC.

Visto isso, entre “Jeová” e “Javé”, esta última, que é a forma aportuguesada de “Yahweh”, pode ser mais aceita como a pronúncia do Tetragrama, isto é, o Nome de Deus.

Um breve texto do Instituto de Estudos Bíblicos de Israel, referência em ensino da língua hebraica no mundo todo, nos mostra que a transliteração do tetragrama é realmente Yahweh.

Um trecho do estudo diz:

“… o que Deus realmente diz é ehiyeh asher ehiyeh אֶהְיֶה אֲשֶׁר אֶהְיֶה. Imediatamente você pode notar a semelhança entre o som da palavra ehiyeh (“Eu sou”) e o nome mais sagrado do Senhor יהוה (Yahweh). As duas palavras têm a ver com o ser.”

A palavra “Aleluia”, por exemplo, é formada de 2 palavras hebraicas: halal, que significa ser louvado, ser considerado louvável, ser elogiado, ser digno de louvor, dentre outros; e Yah, que é uma forma contraída do nome Yahweh. Sendo assim HALeLU-YAH, isto é, “louvai a Yah”.

Então toda vez que você fala “Aleluia!”, não está dizendo “Deus seja louvado!” como pensa, mas sim está pronunciando o nome de Deus, afirmando: “Yah seja louvado!”

A partir dessas informações já podemos constatar que a pronúncia inicial do tetragrama é “Yah”.

Além disso, uma palavra muito conhecida, “Moriá” (מריה Moriyah, veja Gên. 22:2), também é formada de duas palavras hebraicas, que são “raah” (ver, examinar, inspecionar, perceber, considerar) e, mais uma vez, “Yah”, a forma contraída do nome de Deus.

Além de tudo, dentre os nomes bíblicos formados com um trecho do nome Divino, a grande maioria, cerca de 120, trazem “Yah”, como Ananyah (Ananias) que significa “nuvens de Yah”; Eliyah (Elias) que significa “Yah é Deus” ou “Meu Deus é Yah”; Yirmeyah (Jeremias) que quer dizer “a quem Yah designou”.

40 outros nomes têm formas diferentes que aparecem no início do nome, como “Yeho”, “Yo”, dentre outras. Exemplos são “Yehoyaqim”, (Joaquim ou Jeoiaquim, veja 2 Rs 24:6), que significa “Yahweh ergue”; e “Yohanan“, uma abreviação de “Yehohanan” que foi aportuguesado Joanã ou João (veja 1 Crôn. 12:12), e quer dizer “agraciado por Yahweh” ou “Yahweh é gracioso”.

Portanto, a maioria comprova qual seria a mais próxima pronúncia do nome Divino. Se fosse “Jeová”, não se poderia dizer “aleluia”, mas teria que ser algo como “aleluie” ou “aleluieho”. A pronúncia do nome Divino é modificada para “Yeho” ou “Yo” no início dos nomes devido à regras gramaticais hebraicas. No final, porém, sempre aparece como “Yah”.

Como é a pronúncia do Tetragrama no aramaico?

Manuscritos do Antigo Testamento traduzidos para o aramaico trazem a palavra MarYah onde nas escrituras hebraicas encontra-se o Tetragrama (YHWH). Também nas citações do Antigo Testamento no Novo, e em alguns diálogos é trazido a mesma palavra, que significa Senhor Yah, ou Senhor YHWH, isto é, Yahweh (fonte: introdução da Bíblia Peshitta, por Editora BVBooks).

Essa forma contraída do nome (Yah) aparece na Bíblia primeiramente em Êxodo 15:2, quando Moshé (Moisés) louva a DEUS depois da travessia do Mar de Juncos (Mar Vermelho). Yah também é encontrado em outras passagens de louvor, adoração ou reconhecimento do poder Divino, como no conhecido Salmo 150, além de dezenas de outros.

Tudo que tem fôlego louve a Yah! Louvai a Yah!”

Salmo 150:6

Na maioria das Bíblias em português está escrito “Louvai ao SENHOR justamente porque a sinalização vocálica inserida no tetragrama YHWH instrui a quem o lê que se pronuncie “Adonay” (Senhor) e não a pronúncia exata do Nome.

A World English Bible (em inglês), manteve o Nome Divino com maior precisão, veja:

“Yah is my strength and song. He has become my salvation. This is my God, and I will praise him; my father’s God, and I will exalt him.”

World English Bible, Exo 15:2, por Michael Paul Johnson. Tradução: “Yah é minha força e canção. Ele tem se tornado minha salvação. Este é o meu Deus, e eu o louvarei; Deus do meu pai, e eu o exaltarei.”

Em português a Bíblia Peshitta, da BVBooks, que é traduzida dos manuscritos aramaicos, traz o nome Yahweh, onde em aramaico se pronunciava MarYah (Senhor Yah), tanto no Antigo quanto no Novo Testamento.

Vale lembrar que o aramaico era o idioma falado por Jesus, por seus discípulos e pela nação judaica do primeiro século desde o século 5 AEC. quando os judeus retornaram do exílio babilônico. Foi neste idioma que Jesus pregou sua mensagem.

O próprio texto grego é cheio de trechos onde palavras aramaicas aparecem (veja Mat 27:46; Mc 5:41; 7:34; 14:36; Rom. 8:15; Gl 4:6, dentre outros), mostrando como essa era a língua materna falada pelo Senhor e pelos discípulos.

O nome de Deus pode ser realmente “Yahu”?

Até hoje não há uma concordância exata se a pronúncia de “Yahweh” é iavé ou iarrué, pois não se tem certeza se a letra hebraica waw ( ו ), transliterada por “w”, seria pronunciada com som de “u” ou “v”. Por exemplo, na transcrição dos nomes “Wellington” e “Wanessa” nota-se que a letra “w” faz tanto som de “u” como de “v”.

Ademais, na Gramática Instrumental do Hebraico do Antônio Renato Gusso, pág. 26, é informado que a letra ו (waw) tem som de “v”, mas que na pronúncia clássica também pode ter som de “u”.

Portanto, neste caso, a pronúncia do tetragrama como iarrué seria possível. Além disso, isso conta muito devido os nomes originais dos profetas Isaías, Jeremias e Elias terem o nome de Deus em sua grafia com som de “u” no final.

Eles são então, respectivamente, Yeshayahu (ישׂעיהו), Yirmeyahu (ירמיהו) e Eliyahu.(אליהו). Embora o nome deles também pode ser pronunciado sem o som de “u” no final.

A pronúncia original do nome de Deus também foi preservada pelos primitivos pais da Igreja.

Alguns relatos dos antigos “pais da igreja” podem trazer luz a este assunto.

Por exemplo, o bispo Clemente de Alexandria, do 3º séc. EC, relata que o Nome era pronunciado Υαυε (YAUE). Teodoreto de Chipre do 4º séc. EC, também escreveu que os samaritanos o pronunciavam Υαβε (YABE).

Ora, como no grego não havia uma letra que correspondesse ao som do “V”, então eram usadas as letras upsilon (υ) e beta (β) para suprir essa falta. O nome do rei Davi, por exemplo, era grafado de duas formas: Δαυιδ (Dauid) ou Δαβιδ (Dabid).

Compare, por exemplo, o nome em Mateus 1:1 no texto original grego compilado por Nestle Aland (Δαυιδ = Dauid) e o Textus Receptus (Δαβιδ = Dabid).

Neste caso, o som do upsilon (υ) e beta (β) só poderiam ser “v” mesmo, pois para se fazer o som de “u” no grego koiné usava-se a soma das letras “omicron” e “upsilon” (ο + υ), como no nome Ιησους (Iesous), que se pronuncia iessus, de onde vem “Jesus“.

Portanto, embora eu não possa ser conclusivo, é possível que a pronúncia de “Yahweh”, e por fim do tetragrama YHWH, seja realmente iavé.

Veja neste vídeo do canal Hebraico Pro algumas provas de que a grafia do nome é realmente “Yahweh”, e não “Yehovah” (de onde vem Jeová). Embora o vídeo também não seja conclusivo com relação à pronúncia exata, se iavé ou iarrué.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: